Autonomia, Compromisso, Responsabilidade

Autonomia, Compromisso, Responsabilidade

Autonomia, Compromisso, Responsabilidade

Autonomia, Compromisso, Responsabilidade

Autonomia, Compromisso, Responsabilidade

Autonomia, Compromisso, Responsabilidade

 

Notícias

2017-07-29 07:23:00

REGIME LEGAL DA INCLUSÃO ESCOLAR

Até ao próximo dia 30 de setembro, está em consulta pública a proposta de alteração ao Decreto-Lei n.º 3/2008.

A Rede Educação Século XXI e a ACIRES XXI – Associação Círculo de Inovação, incentivam a participação neste processo de reflexão e de apresentação de sugestões que possam otimizar essa proposta.

http://www.dge.mec.pt/noticias/regime-legal-da-inclusao-escolar


2017-07-11 22:50:00

Encontro "Perfil do aluno para o século XXI: desafios e (trans)formação"

A Rede Educação Século XXI, através da ACIRES XXI - Círculos de Inovação e numa organização conjunta com a Escola Superior de Educação de Lisboa, vai realizar o seu segundo Encontro.

"Perfil do aluno para o século XXI: desafios e (trans)formação", será uma jornada de reflexão, prática e de formação com vista a apoiar a introdução de metodologias de ação pedagógica que permitem promover o desenvolvimento de aprendizagens profundas e otimizar o sucesso escolar e educativo dos alunos.

Cartaz do Encontro de 9 de Setembro


2017-04-23 04:36:00

O FUTURO DA ESCOLA...

Para ler com muita atenção.

http://visao.sapo.pt/actualidade/sociedade/2017-04-17-Carta-aberta-de-uma-professora-A-escola-ou-faz-uma-revolucao-ou-morre

 


2017-04-21 07:30:00

A PROPÓSITO DA MUDANÇA - UM ESCLARECIMENTO

A ACIRES XXI - Círculos de Inovação da Rede Educação Século XXI tem vindo a ser contactada por cada vez mais professores, escolas e outras entidades no sentido de apoiar a necessidade sentida na mudança de práticas e de realidades educativas. Daremos uma resposta positiva a todos os contactos que temos recebido, dentro das nossas possibilidades e, também, limitações (principalmente de tempo).
Nas várias reuniões que temos tido com esses colegas de profissão (muitos e cada vez mais professores), mas também com autarcas, pais, diretores e subdiretores de escolas, diretores de centros de formação, psicólogos e assistentes sociais, profissionais ligados às artes e à educação física, terapeutas, assistentes administrativos e assistentes operacionais; três realidades são claras (como água límpida): (i) o sentimento de que a realidade não é boa (há que aumentar a felicidade e o significado do ato educativo nas nossas escolas), (ii) a necessidade de não cometer ilegalidades e (iii) o receio de começar a fazer revoluções.
É sobre estas três realidades que queremos deixar aqui um esclarecimento público.
Sobre a primeira, congratulamo-nos com esse sentimento crescente, pois acreditamos (profundamente) que é possível aprender com felicidade. Aliás entendemos, que só é possível aprender com felicidade! O resto é reter conteúdos por obrigação para rapidamente esquecer. Com felicidade e com uma aprendizagem significativa (é por isso que tem de ser autorregulada) teremos aprendizagens profundas.
Sobre a segunda realidade há um pouco mais a dizer.
Percebemos as dúvidas e os receios ligados à legalidade. Apesar disso, a questão do enquadramento legal não se coloca, já que não existe qualquer ilegalidade na mudança de práticas educativas,. A ACIRES XXI – Círculos de Inovação da Rede Educação Século XXI baseia toda a sua ação na Lei e na Ciência.
Sobre as revoluções, aí sim, há muito mais a referir.
Temos de ter presente que nada se faz de repente, com alterações bruscas que só causam enormes nível de incerteza e de receio em perder o controle do que se sabe, se faz e sempre tem feito. Não queremos alterações radicais! A única atitude necessária para começar a implementar mudanças é permitir a abertura das “zonas de conforto” pessoais, o mais confortavelmente possível... Isso sim, é um grande desafio pessoal :)
Apesar desse desafio (para cada um de nós), há mudanças "radicais" (de perspetiva e de conceito sobre a chamada "prática pedagógica") que acabam por acontecer, quase sem se dar por isso (lenta e naturalmente). Dito de outra forma, há alterações culturais (digamos assim) que ocorrem. Falamos de um determinado modo de entender a escola (cultura de escola), em que é o professor que tudo dirige e comanda, deixando aos alunos um papel que, muitas vezes, acaba por ser de mera audiência no ato educativo. Mas essas modificações serão acompanhadas muito de perto (é o apoio que nos comprometemos a dar, através de um trabalho que denominamos de imersão) e terão de se fazer passo a passo. Um passo de cada vez e sempre em função de cada contexto onde esses Círculos de Inovação entrarem em funcionamento.
Obviamente, ninguém vai acabar com os anos de escolaridade, nem com a aula ou com os programas que estão definidos (apesar destes estarem repletos de conteúdos habitados por saberes prescritivos e inertes que vêm dos tempos da outra senhora). Todos essas caraterísticas presentes no sistema educativo que temos continuarão a existir, mas passarão a ser encaradas de outro modo para que, a pouco e pouco (reforça-se), os professores vão ganhando novas seguranças (na sua prática) e possam, por si próprios, perceber que elas necessitam de passar a ser olhadas de outra maneira e, eventualmente, reconceptualizadas. Assim, um outro “modelo” (sem modelo...) começará a brotar naturalmente, sem ir contra a Lei e a Ciência.
Na ACIRES XXI – Associação Círculos de Inovação da Rede Educação Século XXI, queremos ter crianças e jovens felizes e fortemente qualificados para a sociedade atual. Queremos também defender os professores, revalorizar-lhes a profissão e fazer com que ser professor volte a ter a dignidade perdida! 
Para tal, não podemos continuar a agir como se o mundo fosse o mesmo do século XIX e do século XX. A sociedade atual não tem nada a ver com essas realidades e é exatamente por isso que, na nossa opinião, a profissão de professor é tão pouco reconhecida socialmente. Está nas mãos de todos os professores fazer com que isso mude. 
Enganam-se, redondamente, aqueles que acham que uma mera revalorização salarial traria essa modificação (apesar dela ser necessária e urgente, logo que a situação do país o permita). Aliás, se a profissão docente tivesse o peso social que já teve, nunca ninguém teria tido a veleidade de a atacar, e a escola pública, da forma como o foi nos últimos anos...
Mas queremos também que se entenda que, apesar do papel determinante dos professores, a escola pública não é um domínio exclusivo deles. Há muitas outras profissões e atividades, com forte potencial educativo, que têm de agir e interagir com a escola para que o ato educativo seja mais abrangente e deslocalizado (indo para além do edifício chamado escola). De facto, uma escola são (muitas) pessoas e não um edifício!
Queremos chegar a uma nova praia com um sorriso na face, sentido que o mar que nos rodeia e no qual (ainda) navegamos, está, finalmente, tranquilo. Em conjunto, colaborativa e solidariamente, abriremos novos mundos ao mundo!
Concluindo: Não queremos revoluções! Pretendemos evoluções sustentadas, sustentáveis, felizes e significativas!


2017-04-19 22:40:00

SUCESSO E INSUCESSO: CONCEITOS A SEREM REVISTOS

https://www.youtube.com/watch?v=CSK7WsQS5S0&feature=share


2017-04-12 16:40:00

ACIRES XXI - ASSOCIAÇÃO CÍRCULOS DE INOVAÇÃO

ACIRES XXI - Associação Círculos de Inovação (da Rede Educação Século XXI), foi formalmente constituída no passado dia 10 de abril. Através dela, a Rede passa a ter personalidade jurídica, o que lhe abre novos horizontes na sua ação.

A Associação tem como objeto da sua atividade a promoção da constituição de Círculos de Inovação na escola pública portuguesa; a criação de uma rede de escolas inovadoras; o desenho, elaboração, implementação e acompanhamento de projetos de ação educativa; o desenvolvimento de ações de consultoria educativa e organizacional; a organização de eventos educativos (congressos, encontros, simpósios), a realização de ações de formação profissional e o estabelecimento de protocolos e parcerias com todas as entidades que contribuam para a inovação do modelo pedagógico-educativo da escola pública e do sistema educativo.


2017-03-30 20:57:00

EDUCAR EM PORTUGAL

Um interessante programa da RTP, depois da publicidade...

http://www.rtp.pt/play/p3150/e280811/sociedade-civil


2017-02-20 22:00:00

CÍRCULO DE INOVAÇÃO EM DESTAQUE

O principal Circulo de Inovação da Rede Educação Século XXI (porque abrange uma escola inteira) foi visitado pelo Senhor Secretário de Estado da Educação, João Costa, tendo sido destacado desta forma.


2017-02-18 03:19:00

EDUCAÇÃO PARA O SÉCULO XXI

Uma interessante iniciativa da Harvard School of Education para conhecer, acompanhar e refletir.

http://globaled.gse.harvard.edu/home


2017-02-14 05:49:00

PERFIL DOS ALUNOS PARA O SÉCULO XXI

A consulta pública ao documento que apresenta o perfil desejado para os alunos, à saída da escolaridade obrigatória, está lançada e merece o contributo de todos e de cada um de nós: http://dge.mec.pt/perfil

A Rede Educação Século XXI participará ativamente neste primeiro passo da futura revisão curricular!

 


2017-02-11 17:51:00

REVISÃO CURRICULAR EM MARCHA E SEUS IMPACTOS

“A assunção de princípios, valores e competências-chave para o perfil dos alunos à saída da escolaridade obrigatória implica alterações de práticas pedagógicas e didáticas.” (...) Os professores deverão “abordar os conteúdos de cada área de saber associando-os a situações e problemas presentes no quotidiano da vida do aluno ou presentes no meio sociocultural em que insere” pode ler-se no documento que irá agora para consulta pública.

https://www.publico.pt/2017/02/11/sociedade/noticia/ministerio-quer-dar-mais-ao-espaco-aos-alunos-nas-sala-de-aula-e-fora-dela-1761711


2017-02-10 03:14:00

PROMOVER A INCLUSÃO, DANDO COR AO MUNDO

Um importante trabalho de Miguel Neiva, dirigido aos seres humanos que sofrem a limitação do daltonismo.

https://www.youtube.com/watch?v=apT4qG6muEY


2017-01-12 23:03:00

HISTÓRIAS COM PEDAGOGIA(S) A PROPÓSITO DA HISTÓRIA

Modelos curriculares, projetos e práticas que transportam perspetivas sobre a aprendizagem, a partir de uma aula de História.

https://www.publico.pt/2017/01/10/politica/noticia/a-aula-de-historia-de-hoje-1757726


2016-12-29 09:28:00

O MODELO ESCOLAR RETRATADO POR FRATO

Francesco Tonici é um educador, psicopedagogo e desenhador italiano (com o pseudónimo Frato) que, através das suas obras, critica a escola que continuamos a ter e propõe o que pensa deveria ser a escola do presente e do futuro.

Aqui fica uma das suas interessantes publicações, denominada "La maquinaria escolar".

http://forofpcantabria.weebly.com/uploads/6/0/1/8/60188225/tonucci_francesco__frato__-_la_maquinaria_escolar.pdf


2016-12-03 04:30:00

TEMPOS DE AVALIAÇÃO, MAS TAMBÉM DE REFLEXÃO

Estamos num momento em que o ambiente nas escolas é marcado por processos de avaliação das aprendizagens.

Por isso, a questão coloca-se: trata-se de avaliação ou antes de classificação? Serão a mesma coisa ou, pelo contrário, dois conceitos distintos que transportam consigo conceções bem diferentes de conceber o papel da escola, a formação de crianças e jovens e a relação pedagógica que está na sua base? Algo para pensar.

Mesmo a propóstio, vem o lançamento de um livro que aqui deixamos para vossa reflexão.

"A AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM NA ESCOLA DA PONTE", de José Pacheco e Maria de Fátima Pacheco, será lançado em Lisboa no próximo dia 16 de dezembro e na Vila das Aves no dia 18, com a presença do primeiro dos seus autores.


2016-10-31 07:05:00

POR UMA NOVA ESCOLA

Em dezembro iremos realizar o nosso primeiro Encontro, com o título “Por uma nova escola”. Esse será um momento privilegiado para refletirmos coletivamente sobre o passado, presente e futuro (desejado) para a escola pública e a educação em Portugal. Dentro em breve, o poster e o flyer com toda a informação sobre o Encontro, que incluirá convidados nacionais e internacionais, estará disponível.

Enquanto não chega a informação com o programa completo, aqui fica uma publicação paradigmática (já com 6 anos), produzida a partir de uma conferência Ted de Ken Robinson sobre a necessidade de mudança da escola. Desde então, muito pouco se tem feito... Decididamente, precisamos de novos caminhos na Educação para conquistar o futuro, pois o “mais do mesmo” não nos levará a nada de positivo. 

https://www.youtube.com/watch?v=7BDOICZDjGA


2016-10-16 22:23:00

REVISÃO CURRICULAR E PERFIL DO ALUNO

Pensar numa real e profunda revisão curricular (que se deseja), implica não só refletir sobre o perfil do aluno que se pretende para a sociedade do século XXI, mas também perceber que é crucial deixar a realidade de currículos prescritivos (repletos de saberes inertes, organizados em disciplinas), identificar grandes articuladores do conhecimento, competências transversais e específicas ligadas a cada área do conhecimento e apelar à transdisciplinaridade do conhecimento.

Convém ter presente que a sociedade atual é o tempo do conhecimento ativo, integrado e transdisciplinar.

https://www.publico.pt/sociedade/noticia/e-preciso-saber-que-estudante-se-quer-antes-de-se-avancar-para-uma-revisao-curricular-1746976


2016-10-06 06:08:00

REFUNDAR A ESCOLA E O SISTEMA ESCOLAR

Sem mais palavras, pois o vídeo diz tudo. E di-lo de um modo magistral!

https://www.youtube.com/watch?v=G0Ece11tlvU


2016-10-05 08:56:00

CÍRCULOS DE INOVAÇÃO

A Rede Educação Século XXI tem vindo a incentivar a formação de Círculos de Inovação em escolas públicas. Este é um projeto em fase de arranque, já com expressão em alguns agrupamentos de escolas, que esperamos venha a ter um importante incremento durante o presente ano letivo.

Um Círculo de Inovação é o elemento fulcral da Rede Educação Século XXI. Ele é um polo de desenvolvimento local e/ ou regional de inovação, aplicando um novo paradigma de ação pedagógica e educativa que desconstrói a chamada “gramática” da escola.

Um Círculo de Inovação forma-se a partir da associação de um mínimo de três pessoas (duas delas professores, obrigatoriamente), em torno de um projeto inovador de ação educativa.

O funcionamento de um Círculo de Inovação implica um trabalho colaborativo com vista ao desenvolvimento e implementação de práticas organizacionais, curriculares e pedagógicas que concorrem para os desígnios da Rede (como tal inovadoras, é necessário ter presente), apresentados na nossa Carta de Princípios.

Voltaremos brevemente a este tema com informações mais concretas sobre o trabalho que já está a ser desenvolvido.

 


2016-09-28 23:41:00

REUNIÃO NA CÂMARA MUNICIPAL DE TORRES VEDRAS

Hoje, reunimos com a vice-presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras, Laura Rodrigues, com quem estivemos a dialogar sobre a proposta de formação que dois dos membros da Rede Educação Século XXI apresentaram ao Conselho Científico e Pedagógico da Formação Continua (CCPFC) de professores , através do Centro de Formação de Associação de Escolas de Mafra.

Trata-se de um Círculo de Estudos, já acreditado pelo CCPFC, que se destina a apoiar os professores envolvidos nos Círculos de Inovação existentes, mas também todos os docentes que pretendem trabalhar ativamente no sentido de atualizar o modelo pedagógico-educativo que tem estado na base do funcionamento da escola pública portuguesa.

 


2016-09-18 16:57:00

QUANDO MUDARÁ A ESCOLA?

A resposta está nas mãos de todos os que desejam uma educação com presente e futuro e a iniciativa tem de vir de dentro da própria escola pública.

https://www.publico.pt/temas/jornal/quando-a-escola-deixar-de-ser-uma-fabrica-de-alunos-27008265


2016-09-18 15:52:00

ESCOLAS QUE INOVAM: COLÉGIOS JESUÍTAS NA CATALUNHA

Quando falamos de “modelo escolar”, “gramática da escola” ou modelo pedagógico-educativo que está na base do funcionamento da escola pública portuguesa (e praticamente em todo o mundo), estamos a referir-nos a um modo de entender o ensino (na altura não se falava em aprendizagem) que foi criado em Portugal (e não só) pelos colégios da ordem religiosa da Companhia de Jesus ou Ordem dos Jesuítas.

Podemos afirmar que a escola pública portuguesa é uma criação do Marquês de Pombal, mas, apesar disso, é importante ter presente que, embora ele tenha expulso os jesuítas de Portugal, aproveitou o modelo que com tanta eficácia (para a época) eles implementaram nos seus colégios.

Pois bem, os Jesuítas têm vindo a mudar nos seus colégios da Catalunha (três no início e neste momento cinco), através de um interessante projeto denominado “Horizonte 2020”, o qual é fruto de um trabalho de reflexão iniciado em 2009.

Como o seu diretor geral adjunto, Josep Menéndez, tem tido a ocasião de explicar (também em Portugal – janeiro de 2016), criar a escola do futuro requer uma mudança profunda no modo de entender o ato educativo e o papel da escola. É isso mesmo que pretendemos seja feito, também em Portugal!

http://www.dn.pt/portugal/interior/o-problema-do-ensino-e-que-e-muito-aborrecido-nos-mudamos-o-olhar-5007655.html


2016-09-18 06:21:00

UM MODELO ESCOLAR VELHO E ULTRAPASSADO

A entrevista de Joaquim de Azevedo é de janeiro deste ano, mas mantém uma atualidade enorme. Vale a pena lê-la!

http://www.dn.pt/portugal/interior/o-nosso-modelo-escolar-e-do-sec-xviii-e-nao-esta-adaptado-a-realidade-4997445.html​

Depois de quatro anos de ministério Nuno Crato, o modelo pedagógico-educativo que está na abase do funcionamento da escola pública (desde o século XVIII, como bem refere Joaquim Azevedo) não só se manteve como piorou fortemente. Poder-se-á perguntar: Desde então o que foi feito para o modificar?

Temos consciência de que esse é um processo complexo, que demorará o seu tempo a ser efetivado, pois trata-se de uma reforma profunda que tem de incidir sobre as próprias fundações do modelo escolar. Para que tal se possa começar a concretizar, a Rede Educação Século XXI considera fundamental que em cada Agrupamento de Escolas se constituam Círculos de Inovação, com influência direta no modo como se organiza e exerce a ação educativa e a prática pedagógica. É isso que temos estado a iniciar e iremos continuar a desenvolver.


2016-09-13 06:17:00

PRÁTICAS DE INOVAÇÃO

Porque os sonhos crescem e se transformam em realidade...

Inovar em Educação, atualizando o paradigma pedagógico-educativo da escola pública portuguesa, assente na “sala de aula”, passa também por conhecer aquilo que se faz a nível mundial com esse objetivo. Por isso, aqui deixamos um interessante documento, proveniente do Brasil, produzido por uma empresa que se associou a este grande desígnio de todos os educadores que conseguem ver mais longe do que a sua “sala de aula” ou o seu ano de escolaridade.

http://fundacaotelefonica.org.br/wp-content/uploads/pdfs/INOVA-ESCOLA.pdf

É necessário e urgente, cada vez mais, pensar no papel transformador que uma escola e o ato educativo (transformador) que aí se pratica (por todos os professores, coletiva e solidariamente) pode ter na vida das crianças e jovens COM os quais trabalha. Na verdade, não trabalhamos para os alunos (perspetiva de serviço educativo), mas sim com os alunos (perspetiva de integração/ construção de comunidade de aprendizagem). Enquanto esta noção não for interiorizada, a escola pública portuguesa continuará refém de um modelo que nada tem a ver com a sociedade do século XXI e não atingirá o patamar que, potencialmente, todos os seres humanos têm dentro de si: transcender-se e conquistar a felicidade construtora de um presente com significado.


2016-09-11 09:17:00

A PROPÓSITO DE INCLUSÃO

Um interessante artigo com dois anos e meio, mas muito atual, cuja leitura aconselhamos. 

https://www.publico.pt/sociedade/noticia/o-que-e-a-inclusao-1628577

 


2016-09-11 08:56:00

UM CURRÍCULO PARA A INCLUSÃO

Uma entrevista com o secretário de estado da Educação, no contexto da abertura do ano letivo, que nos pede reflexão sobre a escola pública de que necessitamos, na sociedade do século XXI.

http://www.dn.pt/portugal/interior/joao-costa-construir-um-curriculo-que-potencia-a-inclusao-5379705.html

Para a Rede Educação Século XXI, inclusão significa entender que cada ser humano é um caso único e irrepetível.

Expressar a inclusão no domínio organizacional da escola pública portuguesa implica ter consciência de que esta organização educativa tem de se transformar profundamente. Para que tal possa ocorrer, é fundamental perceber-se que as respostas padronizadas e decididas “superiormente” (ao nível central ou da própria escola) necessitam de uma legitimidade reforçada, expressa através de relações horizontais (construídas por processos sistemáticos de reflexão produtiva), baseadas no compromisso e na responsabilidade.

Expressar a inclusão nos domínios educativo e pedagógico, implica assumir que a ação dos educadores (nos vários níveis educativos) tem de dar resposta aos centros de interesse, sonhos ou necessidades de cada aluno, promovendo-se uma aprendizagem autorregulada e significativa (adaptada às várias realidades), promotora do empenhamento, compromisso e responsabilidade e construtora de saberes permanentemente integrados em cada ser humano.

Por isso, implica também assumir que a existência de currículos prescritivos e repletos de saberes inertes tem de ser descartada, dando-se à escola a possibilidade de responder às grandes linhas orientadoras do currículo nacional (organizadas em áreas do conhecimento e não nas tradicionais disciplinas). Referimo-nos aos saberes estruturais, aos interligadores do conhecimento e às competências fundamentais (transversais) a serem desenvolvidas em cada área do conhecimento. 

Então sim, teremos uma escola para a inclusão!


2016-09-11 02:55:00

UMA ESCOLA INOVADORA EM PORTUGAL

Falar sobre a Escola da Ponte, é referirmo-nos a uma escola portuguesa onde não há turmas, aulas expositivas ou testes sumativos marcados previamente e iguais para todos os alunos. Na Escola da Ponte desconstrói-se a gramática da escola tradicional.

A Escola da Ponte é uma escola inovadora, de sucesso, com 40 anos de trabalho (nascida em 1976), onde a aprendizagem tem sentido, pois cada aluno é visto como um caso único e irrepetível e toda a dinâmica constrói uma educação na cidadania.

https://www.youtube.com/watch?v=-eqrfvGcshc


2016-09-05 05:39:00

ESCOLAS INOVADORAS

Projeto Âncora: uma escola que pertence ao mapa de Inovação e Criatividade criado pelo Ministério da Educação do Brasil e reconhecida como uma das escolas mais inovadoras e bem sucedidas desse nosso país irmão. 

https://www.youtube.com/watch?v=kE6MlnwML8Y


2016-09-03 23:35:00

REUNIÃO PRESENCIAL

Realizou-se hoje, nas instalações da Escola Superior de Educação de Lisboa, a 2.ª reunião presencial da Rede Educação Século XXI. Neste encontro estiveram em análise os Círculos de Inovação, a estratégia de comunicação e a realização de um Encontro/ Fórum que juntará todos os membros da Rede e outros atores educativos para dialogar sobre temas relacionados com a renovação da Educação em Portugal.

Tratou-se de uma reunião bastante produtiva, a qual demonstrou o empenhamento de todos aqueles que estiveram presentes e também dos que, apesar de não poder estar na reunião, continuam ativos no trabalho que a Rede tem estado a desenvolver.


2016-09-01 11:07:00

ESCOLAS INOVADORAS NO MUNDO

Vídeo produzido no Brasil, fala-nos de mais três escolas inovadoras no mundo: Colômbia, Inglaterra, Estados Unidos.

Os alunos no centro do processo de aprendizagem!

http://g1.globo.com/fantastico/noticia/2016/08/escolas-mais-inovadoras-do-mundo-apostam-na-autonomia-dos-alunos.html


2016-08-22 15:25:00

REUNIÃO COM O SECRETÁRIO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO

Hoje estivemos reunidos com o senhor Secretário de Estado da Educação, Doutor João Costa. No encontro, esteve em reflexão o documento que a Rede Educação Século XXI deixou para análise no passado dia 1 deste mês, na reunião com o seu Chefe de Gabinete, Doutor Jorge Morais.

A disponibilidade para dar uma resposta positiva às propostas da Rede foi grande, tendo-nos sido solicitada informação complementar para que essa disponibilidade se concretize, com a maior brevidade. Para além disso, verificou-se, mais uma vez, uma grande consonância de propósitos e de princípios de ação educativa entre a Rede Educação Século XXI e o Ministério da Educação.


2016-08-21 08:58:00

APRENDIZAGEM E ESCOLAS DO SÉCULO XXI

Apesar da renovação do parque escolar, continuamos com uma tipologia de escolas que revela uma conceção de  aprendizagem e um modelo pedagógico-educativo que pouco tem a ver com a realidade do século XXI. 

A sociedade em que vivemos exige a flexibilidade dos espaços de aprendizagem, a sua visibilidade e uma relação pedagógica baseada no trabalho colaborativo, de grupo e a pares, onde alunos e professores assumem um novo papel. Os primeiros como produtores ativos de conhecimento e os segundos como provocadores, facilitadores e apoiantes dinâmicos desse processo de aprendizagem, integrando equipas pedagógicas (transdisciplinares), em vez de estarem centrados na sua turma e sala de aula. 

https://youtu.be/8ojBaxxdPz4


2016-08-05 21:17:00

REUNIÃO NA DIREÇÃO GERAL DE EDUCAÇÃO

Hoje estivemos na Direção Geral da Educação para nos reunirmos com o Coordenador da Estrutura de Missão do Programa Nacional de Promoção do Sucesso Escolar, Doutor José Verdasca. Na reunião, a que se juntou mais tarde o Diretor-Geral da Educação, Dr. José Vítor Pedroso, abordámos o tema “Círculos de Inovação”.

As iniciativas desenvolvidas pela Rede Educação Século XXI foram muito bem recebidas, tendo os nossos interlocutores manifestado muito interesse em acompanhar e apoiar o trabalho que começará a ser implementado no início do próximo ano letivo. Foram duas horas de diálogo muito produtivo e interessante.


2016-08-04 04:08:00

LIDERANÇA NA EDUCAÇÃO

LIDERANÇA PARA A INOVAÇÃO

Da WISE (World Innovation Summit for Education), aqui fica um interessante documento. Na escola, como em toda a função pública, necessitamos de líderes inovadores. Na escola pública, tal significa diretores com uma visão (verdadeiramente) pedagógica do que tem de ser a educação no século XXI.

http://www.innovationunit.org/sites/default/files/Creative%20Public%20Leadership%20-%20How%20School%20System%20Leaders%20Can%20Create%20the%20Conditions%20for%20System-wide%20Innovation.pdf


2016-08-01 16:58:00

REUNIÃO NA SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO

Hoje estivemos na Secretaria de Estado da Educação, onde reunimos com o Doutor Jorge Morais, chefe de Gabinete do senhor Secretário de Estado da Educação, Doutor João Costa. Na reunião apresentámos as propostas que a Rede Educação Século XXI considerou prioritárias, no seguimento da audiência que nos foi concedida no passado dia 16 de maio pelo senhor Ministro da Educação, Doutor Tiago Brandão Rodrigues.

A reunião decorreu muito bem e em cima da mesa esteve o assunto "Círculos de Inovação", ao qual voltaremos proximamente.


2016-07-22 18:02:00

CENTRAR O TRABALHO DOS PROFESSORES NA PEDAGOGIA

Criado a partir de um conjunto de debates e reflexões, a Recomendação do Conselho Nacional de Educação, expressa uma visão partilhada e consensualizada, centrada nos docentes da educação pré-escolar e dos ensinos básico e secundário.

Entre vários aspetos, recomenda-se que o trabalho dos professores se centre na pedagogia, por oposição ao peso crescente da burocracia que se abate sobre a atividade docente.


2016-07-13 05:53:00

CRIANÇAS VÍTIMAS DE UM MODELO (SOCIAL E ESCOLAR) INCONSISTENTE

"Libertem as Crianças" aconteceu no passado dia 5 de julho, no Jardim da Estrela. Uma conferência muito importante e interessante!

"Temos que repensar, com coragem, a articulação entre o tempo passado no trabalho, na família e na escola. Enquanto não formos capazes de resolver esse problema, não democratizamos a sociedade, no sentido de dar condições para que a infância brinque e possa ser feliz." (Carlos Neto)

Refletir sobre o modelo social e escolar que temos e agir é necessário, em vez de cruzar os braços ou responsabilizar sempre "os outros". Ao nível da escola, cada vez mais é urgente modificar a realidade que temos.


2016-06-22 11:47:00

PROMOVER UMA APRENDIZAGEM PARA O SÉCULO XXI

Ajudar os educadores a identificar e compreender as oportunidades que o desenvolvimento de actividades de aprendizagem que favorecçam a construção de habilidades para o século XXI é de extrema importância. É isso que este documento nos apresenta, a partir de 6 competências consideradas fulcrais para a aprendizagem do século XXI: colaboração, produção de conhecimento, autorregulação, resolução de problemas reais e inovação (nas soluções), uso das TIC para a aprendizagem e comunicação de qualidade.


2016-06-21 04:30:00

ESCOLAS PARA O SÉCULO XXI

Um pouco por todo o mundo, a questão coloca-se: necessitamos de escolas para o século XXI. As propostas são variadas, dando respostas a diferentes realidade e modos de entender a ação pedagógica. No entanto, todas elas partilham uma ideia fundamental: o modelo escolar que continuamos a ter não serve mais para a realidade da sociedade atual.


2016-06-16 15:45:00

UMA PEDAGOGIA PARA O SÉCULO XXI

Segundo a UNESCO, está em marcha um movimento glogal que exige um novo modelo de aprendizagem, argumentando-se que a educação formal deve ser transformada para permitir novas formas de aprendizagem, necessárias para dar resposta aos desafios globais da sociedade do século XXI.


2016-06-08 05:45:00

A IMPORTÂNCIA DA EDUCAÇÃO FÍSICA

Um artigo que retrata a realidade espanhola mas que se aplica, "que nem uma luva", também a Portugal.


2016-06-08 05:23:00

MUDAR A ESCOLA

Um artigo do jornal I que deixa um importante desafio: fazer da escola "um centro de ensino/aprendizagem da cidadania e de todas as matérias das ciências e das humanidades, mas baseando o sistema na arte, na estética e no aperfeiçoamento, porque são o primum movens e o legado da humanidade."


2016-05-28 10:44:00

EXPERIÊNCIA, CONHECIMENTO e TRANSFORMAÇÃO

Um belo artigo de Jorge Larrosa Bondía (doutor em Pedagogia e professor de Filosofia da Educação na Universidade de Barcelona), publicado na Revista Brasileira de Educação e que nos leva a percorrer um interessante percurso reflexivo.


2016-05-25 04:47:00

DEIXAR ACONTECER, RUMO À FELICIDADE

Rubem Alves, o importante educador e escritor brasileiro, refere a importância da autonomia no desenvolvimento da criança e do jovem. "Deixar sair do ninho" é fundamental para a construção da personalidade e da felicidade do ser humano. 


2016-05-25 04:35:00

PODER, IMOBILISMO, APRENDIZAGEM E INTERAÇÃO

Manuel Castells fala-nos sobre a Educação que ainda temos e a urgência da mudança que é necessário fazer. 

Face a um sistema educativo baseado em informação e práticas obsoletas, o que nos resta fazer? 
Transformar a realidade, a partir das próprias escolas.
Têm a palavra os professores e os diretores de escola verdadeiramente interessados na atualização do modelo pedagógico-educativo em que a escola pública ainda se baseia. Têm também a palavra os pais e encarregados de educação empenhados numa aprendizagem significativa para os seus filhos. Todos, em conjunto e solidariamente, temos a palavra.


2016-05-16 08:00:00

AUDIÊNCIA COM O MINISTRO DA EDUCAÇÃO

Mário Pereira, Irina Duque e António Quaresma CoelhoFomos ontem recebidos em audiência pelo senhor ministro da Educação. O encontro, de uma hora, correu muito bem!

Apresentámos a nossa Carta de Princípios, dialogámos sobre o modelo pedagógico-educativo que necessita ser modificado e os desafios que a renovação da educação traz à escola pública e ao nosso país.


2016-05-12 08:00:00

ÁREAS DO CONHECIMENTO EM VEZ DE DISCIPLINAS

No Brasil, através da Base Nacional Curricular Comum, as disciplinas começam a ser substituídas pelas áreas do conhecimento.
Pensemos nisso e deixemos o nosso contributo para o processo de revisão curricular que já está em curso.


2016-05-12 08:00:00

DESENVOLVIMENTO DE CURRÍCULOS

Segundo os seus criadores, o “desenho universal para a aprendizagem” é um conjunto de princípios para o desenvolvimento de currículos que proporcionam, a todas as pessoas, igualdade de oportunidades para aprender.


2016-05-12 08:00:00

CRIAR EMPATIA COM OS OUTROS E O MUNDO

Daniel Goleman, o psicólogo e pesquisador de Harvard, fala-nos sobre a importância das crianças desenvolverem o foco nas suas próprias emoções e no efeito das suas ações nas outras pessoas e no mundo.


2016-05-05 08:00:00

REORGANIZAR OS CICLOS EDUCATIVOS

Aqui ficam reflexões que, seguramente, se juntam a outras já realizadas e em produção.
A partir delas todas poderá sair uma solução bastante mais adequada do que aquela que temos atualmente.


2016-04-30 08:00:00

O ENSINO NO SÉCULO XXI

Andreas Schleicher, reconhecido habitualmente como uma das pessoas mais influentes em Educação, dada a sua função de coordenação do PISA (Programme for International Student Assessment), afirma algo que parece chocar com a "dificuldade" de assimilação dessa realidade pela escola pública portuguesa: "o sucesso educativo já não reside maioritariamente na reprodução de conteúdos, mas na extrapolação daquilo que sabemos e na sua aplicação criativa a situações novas".


2016-04-16 08:00:00

QUE ESCOLA PARA O SÉCULO XXI?

Intervenção do Secretário de Estado João Costa na "Sessão 1 - A construção do sucesso para uma aprendizagem ao longo da vida" durante a conferência "Que escola para o Século XXI?".


2016-04-09 08:00:00

FORMAÇÃO DE PROFESSORES E CONSERVADORISMO

Um artigo que vale a pena ser lido, já que traz aspetos fundamentais de reflexão sobre a profissão docente.


2016-04-05 08:00:00

AUDIÊNCIA NA ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA

No dia 5 de abril, a Rede Educação XXI foi recebida, em audiência, pela Comissão Parlamentar de Educação e Ciência. Estivemos representados por: Mário Pereira, Irina Duque e António Quaresma Coelho (na foto, da esquerda para a direta).


2016-01-18 08:00:00

OS ALUNOS E A MUDANÇA DA ESCOLA

Como ouvir os alunos ajudou a mudar uma escola: um exemplo vindo do Brasil.

http://mapadainfanciabrasileira.com.br/cgi-win/be_alex.exe?Acceso=T300000001542/0&nombrebd=mapadainfanciabrasileira&Sesion=OWrWYfKvVYyRXCmBHp3lDVJQvEBvOKPO&Tsalida=SFA:1ContSinMenu.sfa


2015-10-08 08:00:00

A NOVA EDUCAÇÃO por Cesar Bona

Ver artigo


2014-04-14 08:00:00

REFLETIR, TOMAR CONSCIÊNCIA E MUDAR

Uma entrevista com dois anos mas que se mantém completamente atual.

Mais Informação


2012-01-01 08:00:00

A EDUCAÇÃO PROIBIDA

Vale a pena (re)ver  este interessante video/ documentário, produzido em 2012. Aí é questionado o que chamamos de “modelo escolar tradicional” e é proposto um novo modelo educativo que promove a autonomia e a criatividade.